sábado, 8 de março de 2008

Mulher

Mulher. Esse ser que nos tira dos eixos, que nos deixa louco, desatinado. A única criatura com o poder de fazer um homem se perder no mundo, padecer. É também aquela que nos gera, nos amamenta, nos dá a vida. O ser mais imortal que qualquer deus. Que assusta o diabo, com seu amor, seu gingado, seu cheiro. Mulher.

Se anjos tivessem sexo, seriam mulheres. P'ra quem crê, o anjo é aquela criatura zelosa, que protege, luta para o bem; enfim, mulher. Guerras são movidas em função delas, barreiras são quebradas por elas, dias são vividos por elas. Mulher tem fases, homem tem nada; mulher tem vaidade e o homem, nada; mulher chora sem medo e o homem, nada; mulher é um oceano e o homem nada.

Que homem nunca se perdeu no infinito dos olhos de uma fêmea, olhos que devoram e reinam no universo dos frágeis homens? Se todos nascem com um dom, todas elas nascem com o dom de seduzir, enfeitiçar, envolver nos seus braços jubilosos. Agressão maior à mulher é o desprezo, a falta de amor. Agressão maior à mulher é não saber venerá-la.

8 de Março.

3 comentários:

madrugadadeborboletas disse...

magic! o segundo paragrafo principalmente. o texto nao se aplica na realidade geral pelo simples fato da propria mulher nao se dar o devido valor

Oziel Carneiro disse...

Benditas são essas mulheres que nos seduzem e nos repelem, que nos acalmam e nos estressam, que nos confortam e nos desconsolam, que são nossas amigas e nossas inimigas, mas que acima de tudo nós amamos mas não sabemos amar

Maverik disse...

aaahh gabriel xonado s2